top of page
Buscar
  • Foto do escritorConteúdos Católicos

O poder e os benefícios do Sinal da Cruz


É um poder sobrenatural que esconde o sinal da cruz para reformar a pessoa que ora e modificar o mundo físico ao seu redor.

O sinal da cruz é um gesto tradicional que os cristãos fazem quando estão prestes a iniciar uma tarefa, quando se deparam com algo sagrado ou quando enfrentam um perigo. Alguns consideram isso apenas um gesto piedoso e desconhecem que é tão poderoso. Fortalece a nossa fé e nos abre às graças que Deus tem para nós. E que também tem efeitos surpreendentes no mundo físico fora da pessoa que faz o sinal da cruz.

Aqui falaremos sobre qual é o significado espiritual do sinal da cruz, quais as formas de fazê-lo, quando devemos desenhá-lo e quais os efeitos sobrenaturais que ele tem, tanto espiritual quanto no mundo físico:

Oito anos depois das aparições de Lourdes, e antes de Bernadette Soubirous entrar no convento, a capela foi concluída. E na cerimônia de consagração estiveram presentes muitas jovens, membros da Irmandade de Nossa Senhora local, incluindo Bernadette. As meninas pareciam todas iguais, usando vestidos brancos semelhantes e faixas azuis idênticas. Entre elas estava Bernadette, mas ninguém a conhecia e foram até lá para conhecê-la. Quando as orações começaram e todos os presentes fizeram o habitual sinal da cruz, notaram como uma jovem não tinha pressa e era extremamente reverente em cada palavra e gesto. Todos sabiam que era Bernadette. Alguns disseram mais tarde que quando ela fez o sinal da cruz, puderam ver um reflexo do céu em seu rosto. Quando perguntaram a Bernadette por que ela sempre fazia o sinal da cruz com tanta reverência, ela dizia que estava tentando fazer como a Santíssima Virgem fez. E disse que Nossa Senhora sempre iniciava as suas orações com o sinal da cruz, erguendo o seu rosário e tocando a testa com o crucifixo. E antes de Bernadette morrer, ela recomendou que poderíamos ir para o Céu se fizermos bem o sinal da cruz.

São João Vianney disse que um sinal reverente da Cruz “faz tremer todo o inferno”. Aconselhou que se leve sempre um crucifixo, porque o sinal da cruz é a arma mais terrível contra o diabo; fazer o Sinal da Cruz logo o coloca em fuga. E recomendou que o fizéssemos ao dormir, ao acordar durante a noite, ao levantar, ao iniciar qualquer ação e, sobretudo, quando nos sentirmos tentados.

São Cirilo de Jerusalém já havia ensinado a mesma coisa sobre o poder do sinal da cruz sobre os demônios. Explicando que muitos foram crucificados ao redor do mundo, mas nenhum deles assusta os demônios. Quando veem o Sinal da Cruz de Cristo, estremecem. Por isso recomendou que quando formos discutir com os incrédulos façamos primeiro o sinal da cruz de Cristo e o contraditório será silenciado. E que não tenhamos vergonha de confessar a Cruz, porque nela os anjos se gloriam. O sinal da cruz é um sacramental cristão que envolve uma cerimônia em homenagem a Deus, que relembra a paixão de Cristo. Não é um gesto vazio ou apenas tradicional, mas sim uma oração poderosa que nos abre à graça e nos prepara para receber a bênção de Deus. Repetido o gesto nos momentos chave de cada dia, santifica o nosso dia, compromete todo o nosso ser com Cristo e pede a sua bênção. Cada vez que você faz o sinal da Cruz, você manifesta que acredita que tudo pertence a Deus e que você também pertence a Ele. Que você deseja obedecer a Deus e que esta ação tenha um efeito prático em você e no mundo exterior. Ao fazer o sinal da cruz, você invoca a presença de Deus e pede Sua ajuda. Você aceita o que Ele promete. E aumenta sua confiança de que Ele ouve você e o que funcionará melhor para você.

Os católicos têm várias formas de fazer o sinal da cruz

- A primeira e mais simples é fazer uma cruz no corpo, tocando primeiro a testa, depois o umbigo, depois o ombro esquerdo e depois o ombro direito, e finalizando o gesto beijando os dedos ou colocando a palma da mão no peito . - A segunda maneira é fazer o sinal da cruz, que é desenhar aquela cruz em nosso corpo enquanto dizemos “em nome do pai” tocando a testa, “do filho” tocando o umbigo, “e do Espírito Santo” tocando o ombro esquerdo e depois o direito, terminando com um amém. - A terceira forma é assinar-se, que consiste em desenhar uma cruz com o polegar na testa ao dizer “pelo sinal da Santa Cruz”, outra na boca ao dizer “livra-nos Deus, Nosso Senhor”, e outra no peito enquanto diz "dos nossos inimigos, amém" - E a quarta é fazer o sinal da cruz, que é a combinação de fazer o sinal da cruz e assinar.

Também a forma de colocar a mão tem seus significados

Fazer o sinal da Cruz com três dedos simboliza a Santíssima Trindade. Com dois dedos, as duas naturezas de Cristo, divina e humana. E com a mão aberta simboliza as cinco chagas de Cristo, que é o gesto mais utilizado no Ocidente. E por fim, ao dizer amém, alguns beijam o polegar para simbolizar um beijo na cruz formada pelo dedo indicador no polegar, e outros tocam o peito com a palma da mão apontando para o coração.

É bom começar o dia fazendo o Sinal da Cruz. Mas faça certo, sem pressa e prestando atenção no que isso significa. É por isso que os movimentos devem ser lentos, amplos. E devemos ter plena consciência de cada palavra e gesto que fazemos. Quando tocamos a testa no início do sinal, disponibilizamos o nosso intelecto. Quando baixamos a mão em direção ao umbigo, incluímos o coração, a emoção, neste signo. E complementamos tocando os ombros, primeiro o esquerdo e depois o direito, simbolizando a comunhão de todo o nosso ser físico. Portanto, o sinal da cruz é a nossa batida à porta do céu como filhos de Deus, que clamam ao seu Pai para estar com eles, especialmente quando estamos prestes a iniciar qualquer tarefa ou enfrentamos perigo. E vemos claramente a resposta do Céu na história dos santos, que confiaram no sinal da cruz para realizar milagres, e assim conseguiram um grande número de conversões, fizeram grandes curas e venceram grandes batalhas através dele.

A ciência tenha encontrado coisas incríveis

A engenheira e eletrofísica Angelina Malakovskaia, do Laboratório de Tecnologia Biológica e Médica de São Petersburgo, descobriu efeitos físicos surpreendentes do sinal da cruz no mundo externo. O sinal da cruz mata micróbios patogênicos, não apenas na água da torneira, mas também em rios e lagos, e na radiação. O Laboratório do Instituto de Medicina Industrial e Naval investigou a água antes e depois da bênção. E descobriu-se que se o Pai Nosso for recitado e o sinal da cruz for feito sobre a água, o número de bactérias malignas é cem vezes menor. E na radiação eletromagnética dá resultados ainda mais espetaculares. Portanto, recomenda-se que qualquer alimento e bebida sejam abençoados, pois isso não é apenas de valor espiritual, mas também de natureza física preventiva. E isso é testemunhado por vários santos que evitaram ser envenenados fazendo o sinal da cruz sobre os alimentos.



Acrescento ao texto acima que se o sinal da cruz for acompanhado de água benta muito melhor será o resultado.

Fazer o sinal da cruz sempre antes de iniciar cada tarefa nos coloca mais em intimidade com Nosso Senhor e nos estimula à oração e à prática do bem, além de nos ajudar a renunciarmos às tentações e más inclinações.

Deve ser um gesto cotidiano e constante nas nossas vidas e o gesto em si, nos recorda que devemos viver de forma mais pura e piedosa.

Ao passarmos diante de uma Igreja também devemos fazer o sinal da cruz por respeito à casa de Deus na terra.

Muda completamente o sentido das nossas ações se procedermos com o devido respeito e amor ao sinal da cruz quanto ao que neste artigo está descrito.


Finalização de Claudia Pimentel dos Conteúdos Católicos


Outros artigos que podem ser do seu interesse:


NÃO POSSO TIRAR A CRUZ DAS ALMAS ELEITAS


A Grandeza de um Crucifixo


Deus sempre nos fala: como ouvi-lo?



165 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

Mansidão

Comments


Post: Blog2_Post
bottom of page