top of page
Buscar
  • Foto do escritorCidade Radio

PECADO CONTINUADO

Acima eu falei em “pecado continuado”, e penso que devemos tomar muita atenção em mais alguns quesitos que tornam a recepção do Sacramento inválida diante de Deus. Nestes casos, por desconhecer a verdade, o Sacerdote pode até dar a absolvição aqui, mas isso não se confirma no Céu, porque existem precedentes invalidantes. A pessoa pode até tentar enganar o Padre, mas não enganará a Deus. Ou seja, trata-se de pecados resultantes de procedimentos, ou de pertenças que mantém a pessoa vinculada a um pecado constante. Quer dizer que não adianta a pessoa pedir perdão de alguns dos seus pecados, se as situações em que ela vive a mantém sempre em falta grave. Nestes casos a Confissão é sacrílega. Vejamos alguns casos. Não pode receber a absolvição aquele que: *1-* Pertencer a alguma das sociedades secretas condenadas pela Igreja, tais como a Maçonaria, a Rosa Cruz e outras congêneres, além de praticar ritos e seguir seitas orientais. A posição da Igreja Católica contra tais entidades é bem clara e nunca mudou, porque são incompatíveis com a fé cristã e nunca serão! *2-* Frequentar o Espiritismo, a Macumba, a Umbanda, o Candomblé, Mesa branca ou Saravá, que são também incompatíveis com a fé cristã, porque lidam com demônios e espíritos caídos. Se você vai buscar na casa do diabo a cura de seus males, não tenha o cinismo de vir pedir perdão a Deus se continua frequentando tais antros. Existem milhares de pessoas que se dizem católicas, mas agindo assim já estão fora da Igreja. *3-* Pertencer a um partido político ou associação (ONG), cujos estatutos defendem o homossexualismo, o aborto, a contracepção e as uniões civis entre parceiros do mesmo sexo, ações estas contra a vida, e sem dúvida contra Deus. Esta determinação da Igreja é recente, e inclui o ato de votar nos candidatos destes partidos. A tese é bem simples: se você vota em tais pessoas, está autorizando que elas continuem praticando tais atos, e criando leis de morte em seu nome. Todo bom católico deve então bani-los de suas vidas. Se todos fizéssemos assim, tais partidos não vingariam. *4-* Negar sistematicamente os Dogmas da Igreja e rejeitar partes importantes da sã doutrina. Isso significa criar doutrina própria e, portanto tal pessoa já não mais pertence à Igreja. Na realidade, isso implica excomunhão automática de tal pessoa, o que a impossibilita da recepção de qualquer um dos Sete Sacramentos. *5-* Negar o primado de Pedro, negando-lhe também a fiel obediência. Qualquer pessoa, seja leigo, padre ou bispo, que sistematicamente desobedece ao Papa, comete sacrilégio se tentar receber o Sacramento da Confissão. Jesus foi obediente até a morte. *PS.:* Nestes casos acima, para que a pessoa volte ao convívio da Igreja, é preciso que ela abjure publicamente de suas heresias ou atividades escusas, e passe então humildemente pelo confessionário para acertar suas contas com Deus. E, por favor, nunca ouçam quem fale que isso é criar doutrina nova. Cria doutrina nova, exatamente quem nega a de sempre. Que é eterna!!! Do Livro *"Confesse bem"*


12 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

コメント


Post: Blog2_Post
Gabriel e mãe tela verde1.png
bottom of page