top of page
Buscar
  • Foto do escritorConteúdos Católicos

Devoção ao Santíssimo Sangue de Jesus Cristo

Segundo o Santo Padre o Papa João XXIII, a piedade cristã para com Nosso Senhor Jesus Cristo tem-se manifestado no decurso dos séculos, através de três devoções aprovadas pela Igreja intimamente unidas entre si: ao Seu Santo Nome, ao Seu Coração Sagrado e ao Seu Preciosíssimo Sangue.


A devoção ao Preciosíssimo Sangue pode e deve manifestar-se:


1- Venerando-O no Santíssimo Sacramento, principalmente no momento da Elevação do Sagrado Cálice, na Santa Missa.


2- Recebendo-O na Sagrada Comunhão, mesmo só sob as espécies de pão, pois que, "o Sangue divino está indissoluvelmente unido ao Corpo de Cristo no Sacramento da Eucaristia.

Desta maneira, os fiéis que dele se aproximarem dignamente receberão os mais abundantes

frutos da redenção, da ressurreição e da vida eterna que o Sangue derramado por Cristo sob o impulso do Espírito Santo para todo o gênero humano".


3- Honrando-O com especiais orações e com a Ladainha, principalmente durante o mês de

julho, que é o mês dedicado ao Preciosíssimo Sangue de Nosso Senhor Jesus Cristo.


A Devoção às Gotas de Sangue de Cristo


O texto representa uma cópia da carta ditada por Nosso Senhor Jesus Cristo às Santas:

Matilda Bridget e Isabel de Hungria, que pediam a Jesus detalhes sobre Sua Paixão antes da crucificação.


Recebe o nome de: "A Oração" e foi encontrada no Santo Sepulcro de Jerusalém no final de 1800.

Guarda-se hoje no Vaticano em uma caixa de prata desde que em 5 de Abril de 1890 em Roma a reconheceu o Papa Leão XIII.


A REVELAÇÃO


A carta relata as Palavras de Cristo em Sua aparição às Santas.

Seu propósito é: Consagração das Gotas de Sangue que Cristo perdeu em Seu caminho ao

Calvário.


«Desci do céu à terra para convertei-vos.


Na antiguidade as pessoas eram religiosas e suas colheitas abundantes; no tempo presente, pelo contrário, são escassas. Se quiseres colher com abundância não deveis trabalhar aos domingos, pois nos Domingos deveis ir a Igreja e rezar para que Deus perdoe vossos pecados.


Ele vos deu seis dias para trabalhar e um para o descanso e a devoção, para oferecer

vossa ajuda ao pobre e assistir a Santa MISSA.


As pessoas que disputam contra Minha religião ou lançam calúnias sobre esta Carta Sagrada, serão por Meu amparo abandonadas.


Pelo contrário, aquelas que levem consigo uma cópia desta Carta, se livrarão de morrer

por afogamento ou de forma repentina; de morrer de enfermidades contagiosas ou por raio; de morrer sem confissão, se livrarão de seus inimigos e da mão da autoridade injusta, e de todos os seus difamadores e falsos testemunhos.


As mulheres que no tempo de parto se achem em perigo, conservando com elas esta

Oração, superarão a dificuldade imediatamente. Nas casas onde se guarde esta Oração nunca ocorrerá nada de mal: e quarenta dias antes da morte de uma pessoa que possua esta Oração, Santíssima Virgem lhe aparecerá».


AS PROMESSAS:


Assim o disse a São Gregório:


A todo fiel que recite durante 3 anos, cada dia, dois Pai Nossos, duas Ave-Marias e dois

Glórias ao Pai, em honra das gotas de sangue que perdi, lhe concederei as cinco graças

seguintes:


1. A indulgência plenária e remissão de seus pecados.

2. Estará livre das penas do Purgatório.

3. Se tiver que morrer antes de completar os três anos, para ele será como se os tivesse

completado.

4. À hora de sua morte, será como se houvesse derramado todo seu sangue pela Santa

Fé.

5. Eu mesmo, descenderei do céu para levar sua alma e a de seus familiares, até a quarta

geração.


Que se saiba:


«O número de soldados armados era de 150; os que Me arrastaram amarrado foram 23.

Os carrascos, 83; os golpes recebidos em Minha cabeça, 150; em Meu estômago, 108; os

pontapés em Meus ombros, 80.


Fui, atado, levado arrastado pelo cabelo 24 vezes; cuspiram sobre Meu rosto 180 vezes;

fui golpeado 6666 vezes no corpo; 100 vezes na cabeça.


Fui brutalmente empurrado e às 12h em ponto levantado pelos cabelos; espetado com

espinhos e arrancaram a barba 23 vezes; recebi 20 feridas na cabeça; (de farpas secas, 72):

pontas de espinho em minha cabeça, 110; espinhas mortais na fronte,3.


Depois fui açoitado e vestido como um rei de burla; as feridas no corpo, 1000.


Os soldados que me levaram ao Calvário foram 608; me olharam 3, e riram de Mim 1008;

as gotas de Sangue que perdi foram 28.430». S.S. Papa Leão XIII, Roma, 5 Abril, 1890.


O Preciosíssimo Sangue do nosso Salvador é como uma cascata que, produzindo energia para todo o mundo, dá luz para reconhecer o bem. Quem estiver longe deste Sangue

está longe do Seu Sacrifício, e quem não respeita e ama aquele Sacrifício Divino e compreende o seu alcance, está longe da Redenção.

O Preciosíssimo Sangue de Jesus tem a sua palavra, a sua individualidade, quase uma autonomia, porque tudo o que é de Deus é vivo, pois Ele é a Vida! E este Sangue

Divino atrai para si, para nos fazer viver a vida de Cristo, vida de graça que nos infundiu com o Seu Sacrifício. Quem escutar este apelo do Sangue de Deus viverá eternamente.

Vamos, pois, a esta cascata que nos purifica e nos torna criaturas novas. Levemos e mergulhemos nela todos os nossos familiares, os pecadores, a humanidade inteira, para

que todos voltem a descobrir a fonte donde viemos: DEUS.

Para que todos tenhamos a alegria da Fé, donde nasce a Paz e a vida, pela qual se sai da vida de pecado. E então, em verdade, poderemos proclamar que o Reino de Deus está em nós, somos nós - nós, mergulhados no Seu Preciosíssimo Sangue.

Sangue de Cristo, purificai-me, salvai-me, fazei de mim uma criatura nova. Ámen.


Outros Artigos que podem ser do seu interesse:



311 visualizações0 comentário

Comments


Post: Blog2_Post
bottom of page