top of page
Buscar
  • Foto do escritorCidade Radio

Trechos da entrevista da mística Maria Simma a Irmã Emmanuel




Ir. Emmanuel : - Maria, há diferentes níveis no Purgatório?


Maria Simma : - Sim, há uma grande diferença de níveis no sofrimento moral. Cada alma tem um sofrimento único.


Ir. Em. : - As almas do Purgatório sabem o que vai acontecer no mundo?


M. S. : - Elas não sabem tudo, mas sabem muitas coisas.


Ir. Em. : - Estas almas dizem-lhe às vezes o que se vai passar?


M. S. : - Dizem simplesmente “que há alguma coisa diante da porta”, mas não dizem o quê; dizem somente o que é necessário para a conversão dos homens.


Ir. Em. : - Os sofrimentos do Purgatório são mais penosos que os maiores sofrimentos aqui na terra?


M.S. : - Sim, mas de uma maneira simbólica.

Fazem doer mais a alma.


Ir. Em. : - Jesus vem ao Purgatório?


M.S. : - Jamais uma alma mo disse. É a Mãe de Deus que aí vem. Uma vez, perguntei a uma alma do Purgatório se seria ela mesma a procurar a alma pela qual eu pedia uma informação.

Responde-me: <<Não, é a Mãe da Misericórdia que no-lo revela>>. Os Santos também não vêm ao Purgatório, mas pelo contrário, os Anjos estão lá. Lá está São Miguel, e cada alma é acompanhada pelo seu Anjo da Guarda.


Ir. Em. : - Que fazem os Anjos no Purgatório?


M.S. : - Aliviam e consolam. As almas até podem vê-los.


Ir. Em. : - Na nossa época, muitos creem na reencarnação. O que lhe dizem as almas a este respeito?


M.S. : - Dizem que Deus só nos dá uma vida.


Ir. Em. : - Alguns dizem que só uma vida não é suficiente para conhecer Deus e ter o tempo necessário para se converter, o que julgam não ser justo. O que é que você lhes responderia?


M. S. : - Todos os homens têm uma voz interior. Mesmo quando não são praticantes, reconhecem Deus implicitamente. Não há ninguém que não creia. Cada homem tem a consciência para reconhecer o bem e o mal, uma consciência dada por Deus e um conhecimento interior, em diferentes graus, é lógico; mas sabe discernir suficientemente o bem do mal. Com esta consciência, cada um pode tornar-se bem-aventurado.


Ir. Em. : – Que acontece com as pessoas que se suicidaram? Já foi visitada por tais pessoas?


M.S. : - Até hoje, nunca encontrei o caso de um suicida que se tenha perdido. O que não quer dizer que não exista, é evidente; mas muitas vezes as almas dizem-me que os maiores culpados são os que os cercavam, quando os negligenciaram ou caluniaram.



Maria Simma é uma mística austríaca que teve o dom particular de Deus, raramente visto na história da Igreja, de ver e falar com as almas do Purgatório.

Trechos desta entrevista estão contidos no livro: “O Impressionante Segredo das Almas do Purgatório”.


31 visualizações0 comentário

Comments


Post: Blog2_Post
bottom of page