top of page
Buscar
  • Foto do escritorCidade Radio

Quatro práticas de piedade que podem lhe dar indulgência plenária


Desde que você cumpra os requisitos gerais, é claro.

A Igreja concede a indulgência plenária mediante diversas práticas de piedade que podem ser realizadas ao longo de todo o ano.


REQUISITOS GERAIS:


Obviamente, a indulgência não decorre “automaticamente” da simples realização dessas práticas; é sempre necessário cumprir os requisitos ordinários básicos para a sua obtenção, que são os seguintes:


Os 4 requisitos para as 4 práticas são:


1 - O firme PROPÓSITO de emenda ou seja, a rejeição de todo pecado e afeto ao pecado, inclusive venial;


2 - Confissão sacramental, feita desde alguns dias antes até alguns dias depois de realizado o ato enriquecido de indulgência;


3 - Comunhão Eucarística;


4 - Oração pelas intenções do Papa, podendo ser, por exemplo, um Pai-Nosso, uma Ave-Maria e um Glória.



A seguir APRESENTAMOS AS 4 PRÁTICAS DE PIEDADE que são enriquecidas de indulgência plenária se o fiel cumprir os requisitos gerais expostos acima.


1 – VIA CRÚCIS


A Via Crúcis (do latim “Caminho da Cruz“), também conhecida no Brasil como Via Sacra (“Caminho Sagrado“), é um percurso meditativo em que o cristão repassa 14 momentos-chave da Paixão e Morte de Jesus, representados visualmente nas chamadas “estações”. Para obter a indulgência por meio da Via Sacra, o fiel deve seguir as diretrizes do Enchiridion Indulgentiarum, o manual oficial da Igreja sobre as indulgências: ele estabelece requisitos como o de fazer a Via Sacra diante de estações legitimamente erigidas, caminhando entre elas e fazendo leituras e meditações sobre os sofrimentos de Cristo. Esta indulgência pode ser obtida uma vez por dia.


2 – ROSÁRIO OU TERÇO


O Enchiridion Indulgentiarum pede que o fiel o reze devotamente, sendo bastante generoso quanto aos locais possíveis: pode ser numa igreja ou oratório, em casa, em família, numa comunidade religiosa, numa reunião de fiéis, num encontro com finalidade honesta. A indulgência pode ser obtida também quando se acompanha a recitação do Rosário dirigida pelo Papa e transmitida por televisão, rádio ou internet. O fiel deve meditar devotamente os mistérios do Santo Rosário e cumprir as condições usais. Esta indulgência também pode ser obtida uma vez por dia.


3 – ADORAÇÃO EUCARÍSTICA


Cumpridas as condições gerais, os fiéis que adoram Jesus no Santíssimo Sacramento durante ao menos meia hora também podem ganhar a indulgência plenária.


4 – LEITURA ou AUDIÇÃO DA BÍBLIA


Sempre respeitadas as condições gerais para se ganhar uma indulgência, o Enchiridion Indulgentiarum explica:


É concedida indulgência plenária ao fiel cristão que leia (ou escute) a Sagrada Escritura com a veneração devida à Palavra Divina, à maneira de leitura espiritual, pelo espaço de meia hora pelo menos.



O QUE SÃO MESMO AS INDULGÊNCIAS?


O Pe. Paulo Ricardo explica de modo bastante didático:


“Para que as pessoas entendam o que é indulgência é necessário entender antes o que é pena temporal. Quando vamos nos confessar, o sacerdote perdoa a pena eterna. Por causa dos nossos pecados, nós merecemos o inferno; então, o sacerdote perdoa os nossos pecados e com isso nós seremos salvos. Mas, ao mesmo tempo, o pecado tornou o nosso coração pior; o nosso coração não está pronto para entrar no céu. Se eu me confessar e morrer imediatamente após a confissão, estou salvo, mas não estou santo, porque ainda não amo a Deus de todo o coração, de toda alma e todo o entendimento. Então, a pessoa que morre nesta situação vai para o purgatório e, ali, purifica-se. A indulgência é a remissão desse tempo do purgatório. A absolvição sacramental livra a pessoa do inferno e a indulgência livra a pessoa do purgatório” (entrevista à Canção Nova em fevereiro de 2013).



Temos à nossa disposição muitos meios através da Igreja para adquirirmos um tempo breve de purgatório ou até mesmo, de não passarmos por ele.

Está ao alcance de todos nós toda essa vasta riqueza espiritual que possamos pôr em prática para o bem das nossas almas.

É necessário nutrirmos de conhecimentos e nos esforçarmos enquanto ainda temos tempo para isso.

Santo Afonso de Ligório tinha sempre em mente que um dia iria partir desta terra e muito se enriqueceu de méritos para fazer uma santa passagem desta vida para a outra e enfim, merecer uma eternidade feliz.

O céu também nos espera!


Finalização de Claudia Pimentel dos Conteúdos Católicos



51 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

Mansidão

Comments


Post: Blog2_Post
bottom of page