top of page
Buscar
  • Foto do escritorCidade Radio

O espírito da regra para mães



O espírito da regra de vida - sua filosofia e objetivos subjacentes - é ainda mais importante do que os planos práticos. Na verdade, sem um guia espiritual, sua regra prática tenderá a ser mais confusa e mais difícil de seguir.

Com o tempo, desenvolvi o espírito da minha regra e o coloquei no papel. Recomendo que você faça o mesmo. O espírito da sua regra resumirá os pontos principais de como deseja viver sua vocação, com base nos cinco P's, as virtudes específicas que considera mais importantes para sua vocação e as circunstâncias únicas, os objetivos, atitudes e estado de

espírito aos quais você crê que Deus lhe chama.


O espírito da sua regra deve servir de meta e guia, deve ser um objetivo, algo pelo qual você se empenha - não que realizará perfeitamente logo de cara. Em seu diário, Santa

Faustina costumava registrar quantas vezes falhou em sua regra. Portanto, se um santo se esforça para tentar, também não devemos esperar perfeição. O espírito da regra não quer

desanimar, mas encorajar.

Escrever sobre o espírito da sua regra ajudará você a reexaminar regularmente se está aderindo bem à regra de modo geral. É normal que alguns religiosos façam um exame

da sua fidelidade à regra todos os meses, como parte de um programa geral de "saúde espiritual". Faço algo parecido com bastante regularidade, e mais detalhadamente no início

de cada ano, quando reavalio a programação. E quando as coisas parecem confusas, ou sinto que não tenho vigor, releio o espírito da minha regra. Acho que isso ajuda a colocar meu coração tantas vezes rebelde de volta aos trilhos, e me recorda da minha missão nesta Terra!

Assim, ao longo dos próximos meses, comece a anotar o que considera os pontos essenciais do seu chamado divino como cristã, mulher, esposa e mãe. Esse será o espírito da sua regra.


Incluí abaixo o espírito da minha regra de vida para você usar como modelo:


O espírito da minha regra para mães


Na busca da perfeição cristã na vocação conjugal, repito com a Mãe Santíssima:

"Eis aqui a serva do Senhor. Faça-se em mim segundo a Tua palavra".


Em tudo o que faço, buscarei concentrar-me no propósito da minha vocação e viver o cerne da regra para mães:


A VONTADE DE DEUS


Cumprirei fielmente a vontade de Deus em minha vida, vivendo os deveres e responsabilidades da minha vocação. Isso requer:


- Estudo contínuo dos deveres do meu estado de vida conforme refletidos nos cinco P's, com a intenção de implementar as descobertas em minha vida diária.


- O desenvolvimento e a prática de um planejamento básico e geral para garantir o cumprimento de todas as tarefas essenciais e o uso adequado e eficiente do meu tempo.


- A redução ou remoção de compromissos externos excessivos, ou ministérios, ou encontro com amigos se interferirem de forma continua na minha capacidade de cumprir meus deveres com recolhimento e serenidade.


O AMOR A DEUS


Tentarei fazer tudo por amor a Deus, ao invés de seguir minhas próprias inclinações e motivações. Para este fim:


- Lembrarei que minha regra é razoável, uma vez que cumpre a vontade de Deus para mim, e por isso aceito de todo o coração as tarefas programadas.


- Oferecerei sempre mais cada tarefa a Deus, somente por amor a Deus, que é a minha única motivação.


- Realizarei cada tarefa, custe o que custar, com o maior cuidado, solicitude e ternura, pois a desempenho como um ato de amor a Deus, que está comigo.


- Estarei totalmente focada no momento presente e na tarefa que estiver realizando -aplicando corpo, alma e mente - enquanto recordo que tudo o que acontece comigo

é permitido por Deus a fim de me aproximar dele.


- Estarei aberta e recetiva às inspirações do Espírito Santo, aguardando seu sussurro a cada momento, e praticarei aceitação, paciência e gratidão tanto nas alegrias quanto nas provações.


O AMOR AO PRÓXIMO


Tentarei amar ativamente meu próximo, especialmente meu marido e meus filhos, procurando em cada pessoa o próprio Cristo, que habita nelas, e todas as minhas ações, palavras e pensamentos serão feitos "com Cristo, por Cristo e para Cristo". Para este fim:


- Estarei externa e internamente disponível para minha família e para todos os que realmente precisam, cessando tarefas desnecessárias para atendê-los e controlando os pensamentos que ocupam meu coração e mente para ouvi-los com atenção.


- Estarei atenta à pessoa com quem estiver em cada momento, deixando-a com impressão de ser a única que importa no mundo naquele espaço de tempo.


- Vou aceitar e encorajar cada pessoa e seus interesses, e procurar o que há de bom em cada um.


- Oferecerei ajuda a todos, de acordo com as prioridades estabelecidas por meu estado de vida.


- Procurarei fazer o melhor aos outros e revelar o que há de melhor nos outros.


- Procurarei ser firme, porém gentil, alegre, afável e justa, tudo com ternura e misericórdia.


ASPECTOS PRINCIPAIS DA REGRA PARA MÃES:


- Vou manter o meu tempo, posses e desejos ordenados, pois somente a ordem permitirá que meu coração esteja recolhido e abrirá espaço para a contemplação de Deus.


- Vou concentrar-me na simplicidade, não preenchendo minha vida, meu coração, minha mente e minha casa com nada que me distraia da busca da vontade de Deus em minha

vida. Isso inclui:


• Simplicidade das posses: repensar regularmente e reduzir os bens excessivos ou desnecessários em espírito de desprendimento, conforme convém à vida familiar.


• Simplicidade das atividades: reduzir e recusar atividades supérfluas que apenas estressam e aglomeram o cotidiano; vou concentrar-me em uma lista simples de itens essenciais e em sua realização serena.


• Simplicidade na virtude: não vou preocupar-me em adquirir uma virtude específica. Pretendo unicamente descobrir o que Deus quer e cumpri-lo por amor a ele.


- Praticarei a moderação em todas as coisas, a fim de que tudo o que eu faça seja equilibrado e nunca excessivo, refletindo-a em todas as áreas da vida: comida, roupas, orações, trabalho, recreação, exercícios e aparência.


- Prestarei muita atenção aos detalhes de tudo o que fizer, para que tudo seja bem realizado e com cuidado, mas evitando ao mesmo tempo um perfeccionismo que se esforça em agradar meus caprichos e não os desígnios de Deus.


- Serei flexível com o cronograma em si; os horários dados são guias gerais e aproximados do que acontecerá a seguir. Embora minha adesão à essas normas deva ser firme, é necessário permitir a flexibilidade segundo as necessidades da minha família. A flexibilidade é determinada pelas necessidades reais, não pela mera conveniência ou pelo "não estou

com vontade hoje".


- Refletirei sobre o espírito da regra para mães regularmente, a fim de examinar minha fidelidade a ela.


OS CINCO P'S


Serei fiel ao cumprimento dos cinco P's em minha vida e buscarei praticar o espírito de cada p plenamente. Para este fim:


- Passarei tempo com Deus todos os dias, ao longo do meu dia, tanto nos momentos de oração formal como na busca de sua presença em cada momento, ao mesmo tempo

que fomento o recolhimento em meu coração. Farei uso das práticas padrão da Igreja regularmente para manter meu vigor e pureza espirituais, incluindo os sacramentos, a adoração, a direção espiritual, o retiro regular e os dias de retiro, bem como grupos de estudo e oração, se disponíveis. Oferecerei a mim mesma, minhas alegrias e sofrimentos com quaisquer méritos ao Senhor e à Mãe Santíssima para que os apliquem como bem entenderem.


- Passarei tempo examinando minha vida e meu interior e buscarei os meios necessários para cuidar da minha saúde pessoal, tanto do corpo como da mente, e me comprometer

a um exame regular dos motivos e razões de ser como sou, com a determinação de superar minha imperfeição ou fraqueza mais óbvia. Procurarei suscitar ordem pessoal interna usando minha razão e evitar pensamentos equívocos aleatórios, escolhendo sempre fazer o bem em qualquer situação.

Rezarei para que Deus me dê a graça de curar e converter meu coração, e preenchê-lo com o seu amor.


- Amarei meu marido ativamente e, de acordo com a consagração especial inerente ao sacramento do matrimônio, aceitarei como minha missão apoiar, encorajar e amar meu

esposo acima dos meus próprios desejos ou caprichos egoístas.

Vou ajudá-lo de todas as maneiras que puder.


- Amarei meus filhos ativamente de acordo com a missão que o próprio Deus me confiou. Farei isso por meio de:


• Uma atitude gentil e generosa, palavras encorajadoras e tom carinhoso, e em tudo o que digo ou revelo por minhas ações, mostrar que me orgulho da sua pessoa, sua bondade

e sua dignidade.


• Assistência criteriosa às suas necessidades físicas, garantindo um lar funcional e organizado, boa alimentação, higiene e exercícios físicos adequados.


• Atenção cuidadosa à sua formação religiosa e moral, assumindo a responsabilidade de ensiná-los e prepará-los, proporcionando acesso regular à oração e aos sacramentos,

e testemunhando uma visão cristã de mundo pelo exemplo e pela palavra.


• Atenção cuidadosa à sua formação pessoal, assegurando sua formação educacional adequada, o desenvolvimento dos seus dons e talentos particulares e supervisionando-os em todas as áreas da vida, especialmente no uso dos meios de comunicação e no convívio com boas companhias.


- Serei administradora dos bens e recursos que Deus me deu e os usarei para cumprir a missão de atender às necessidades espirituais e humanas da minha família primeiro e,

depois, se apropriado, atender às necessidades dos menos afortunados que eu, colocando tudo a serviço de Deus e das pessoas, sem considerar meu direito usar os bens excessiva-mente para meu próprio benefício, ostentação ou satisfação pessoal. Vou esforçar-me para ter desapego cristão nessa área.


- A fim de garantir o cumprimento adequado das minhas responsabilidades vocacionais, revisarei minha regra todos os anos no mesmo período, adaptando-a às necessidades da

minha família conforme ela cresce ou diminui.


- Cumprirei minha regra com espírito de obediência à vontade de Deus, às exigências da minha vocação ou, se eu quiser, posso apresentá-la ao meu diretor espiritual, para ter

o benefício e a bênção adicionais da obediência a ele.


Dos escritos de Holly Pierlot

50 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

Mansidão

Comments


Post: Blog2_Post
bottom of page