top of page
Buscar
  • Foto do escritorCidade Radio

A modéstia para as mulheres de todas as idades



Maria Santíssima modelo sublime para as mulheres.


"Vesti com modéstia e com muito pudor. Olhai como veste a Mãe do Senhor".


A Modéstia é uma das qualidades que toda mulher virtuosa e temente a DEUS deve ter no seu vestir, no falar, em seu comportamento geral. O vestir de uma mulher reflete o que ela tem em sua alma, em sua mente e em seu coração.


Maria Santíssima é o modelo de todas as virtudes por excelência. É o espelho em que

devemos nos mirar.



Nossa Senhora em Fátima revela à Beata Jacinta:



"Os pecados que levam mais almas para o inferno são os pecados da carne. Hão de vir umas modas que hão de ofender muito a Nosso Senhor. As pessoas que servem a Deus não devem andar com a moda. A Igreja não tem modas.

Nosso Senhor é sempre o mesmo".




Na "Enciclica Redemptoris Mater", o Bem aventurado João Paulo II explica:



"A dimensão mariana da vida cristã assume um relevo particular no que respeita a mulher e a condição feminina. A figura de Maria de Nazaré projeta luz sobre a mulher enquanto tal, pelo fato exatamente de Deus, no sublime acontecimento da Encarnação do Filho, se ter confiado aos bons préstimos, livres e ativos da mulher. Pode, portanto, afirmar-se que a mulher, olhando para Maria, nela encontrará o segredo para viver dignamente a sua feminilidade e levar a efeito a sua verdadeira promoção. A luz de Maria, a Igreja lê no rosto da mulher os reflexos de uma beleza, que é espelho dos mais elevados sentimentos que o coração humano pode albergar: a totalidade do dom de si por amor; a força que é capaz de resistir aos grandes sofrimentos; a fidelidade sem limites, a laboriosidade incansável e a capacidade de conjugar a intuição penetrante com a palavra de apoio e encorajamento."



De acordo com o Catecismo da Igreja Católica §2522:


O pudor é modéstia. Inspira o modo de vestir. Mantém o silêncio ou certa reserva quando se entrevê o risco de uma curiosidade malsã. Torna-se discrição.



As Sagradas Escrituras e os escritos dos Santos também trazem belos textos sobre a dignidade das mulheres modestas:



"Quero que as mulheres usem traje honesto, ataviando-se com modéstia e sobriedade. Seus enfeites consistam não em primorosos penteados, ouro, pérolas, vestidos de luxo, e sim em boas obras, como convém a mulheres que professam a piedade". (1 Tm 2,9-10)


"O ornamento das mulheres virtuosas deve consistir em levar uma vida irrepreensível, entreter-se muitas vezes com Deus na oração, ser assídua e aplicada ao trabalho para fugir da ociosidade, resguardar os olhos e refrear a língua com a modéstia e o silêncio".


(Santo Afonso Maria de Ligório citando São Gregório Nazianzeno).



"Não te afastes da mulher sensata e virtuosa (); pois a graça de sua modéstia vale mais do que o ouro" (Eclo 7,21)


"A graça de uma mulher cuidadosa rejubila seu marido, e seu bom comportamento revigora os ossos. É um dom de Deus uma mulher sensata e silenciosa, e nada se compara a uma mulher bem-educada. A mulher santa e honesta é uma graça inestimável; não há peso para pesar o valor de uma alma casta" (Eclo 26.16-201)



Tanto a beleza interior quanto a exterior tem valor aos olhos de Deus. Intensificamos a beleza interior por meio do crescimento espiritual; e a exterior, por meio da modéstia e da simplicidade.

A modéstia é uma virtude que governa os movimentos exteriores do corpo e sua aparência.


Segundo São Tomás de Aquino: "os movimentos exteriores são sinais das disposições interiores."


As coisas de DEUS são belas, bonitas e agradáveis aos olhos. Nessa beleza, glorificamos a DEUS por sua criação. Fomos criados à Sua imagem e semelhança; somos templos do Espírito Santo, tabernáculos do Senhor. Então, como Nossa Senhora, devemos esforçar-nos para agradar ao Senhor sempre buscando ter um interior bonito a Seus olhos.

Entretanto, não podemos ignorar a nossa beleza exterior que também deve que ser cuidada.


O grande problema nos dias de hoje é a preocupação exagerada com a beleza exterior.

Sabemos que o instinto natural do ser humano é de imitar os demais. Sabemos que na

sociedade atual, os valores estão distorcidos e, sobretudo, as mulheres tiveram seu

comportamento corrompido por causa das "modas". As jovens e senhoras de hoje procuram chamar a atenção, imitando as vestes e o comportamento de atrizes e cantoras famosas. São vazias, mundanas e ignoram o valor da modéstia. Preferem assistir às novelas e ler revistas de moda à ler livros educativos. As mulheres virtuosas devem ser diferentes; não devem se parecer com as mulheres do mundo. Devem espelhar-se na Virgem Maria!











25 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo
Post: Blog2_Post
bottom of page