top of page
Buscar
  • Foto do escritorCidade Radio

A Alegria de uma Boa Consciência



A glória do homem bom é o testemunho de uma boa consciência.

Se sua consciência for boa, você sempre será alegre.

Uma boa consciência é capaz de suportar muita coisa, e não perde a alegria mesmo no meio da adversidade.

Uma consciência ruim é sempre temerosa e inquieta.

Você terá doce sossego se seu coração não o condenar.

Alegre-se apenas quando tiver feito o bem.

O pecador jamais tem alegria verdadeira nem paz interior, porque "para os ímpios não há paz", diz o Senhor (Is 57.21).

Se disserem "Estamos em paz, mal nenhum nos sobrevirá; quem ousará nos ferir?", não acredite, porque de repente a ira de Deus se levantará, suas obras serão destruídas e seus pensamentos perecerão.


Gloriar-se na tribulação não é coisa difícil para aquele que ama, porque gloriar-se assim é gloriar-se na cruz do Senhor.

Breve é a glória que os homens dão e recebem.

A tristeza é companheira da glória do mundo.

A glória do homem bom é sua consciência, e não o louvor dos homens. A alegria do justo é a alegria de Deus e em Deus. Ele se regozija com a verdade.

Quem deseja a glória verdadeira e eterna não se importa com o que é temporal.

Quem busca a glória temporal, ou não a despreza em seu coração, mostra que pouco ama a glória do céu.

Tem grande tranquilidade de espírito aquele que não se importa com os louvores dos homens.


Facilmente se satisfaz e se acalma o homem que tem a consciência pura.

Você não é mais santo, embora muitos o louvem; não tem menos valor, embora não seja louvado.

Você é o que é; não se pode dizer que você seja maior do que é aos olhos de Deus.

Se você parar para pensar no que é, não se importará com o que dizem os homens.

"O homem vê a aparência, mas Deus vê o coração"(1Sm 16.7). O homem vê as obras, mas Deus mede as intenções.

A alma humilde é aquela que sempre faz o bem e não estima a si mesma.

Sinal de grande pureza e de confiança interior é não buscar conforto em nenhuma criatura.

Aquele que não busca em outros testemunho a respeito de si mesmo mostra que realmente entregou-se por inteiro a Deus.

"Pois não é aprovado quem a si mesmo se recomenda", diz Paulo, "mas aquele a quem o Senhor recomenda"(2Co 10.18).

Andar interiormente com Deus, livre de toda afeição externa, torna o homem espiritual.


Tomás de Kempis em "Imitação de Cristo"



25 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

Mansidão

Comments


Post: Blog2_Post
bottom of page